Tentados a Pecar

Texto: Gênesis
3:1-7

Introdução

A. O livro de Gênesis é o livro dos “começos”. O começo do
universo. O começo da humanidade. O começo do casamento. É também o começo do
pecado e da tentação.

B. Eva foi vencida por três estocadas astutas. Três flechas
envenenadas causaram ferimentos mortais. A carne foi seduzida pela luxúria – os
olhos pelo desejo – e o orgulho pela cobiça. O fruto proibido foi exibido
primeiro, como bom para se comer – depois, como agradável aos olhos – depois,
como desejável para dar sabedoria. Assim, na primeira tentação está o embrião
de toda a progênie do pecado.

I. O Tentador.

A. Satanás revelado
nas escrituras como.

1. Enganador (anjo de luz).

2. Opositor de Deus.

3. Mentiroso “mentiroso
desde o princípio…”

4. O verdadeiro inimigo do crente “pois não lutamos
contra carne e sangue…”

II. A Forma de
Tentação.

A. Questionando a
Palavra de Deus “Deus disse?”

1. Ainda atacando a Palavra de Deus hoje.

a. Dúvida da precisão.

b. Dúvida da autenticidade.

B. Contradizendo a
Palavra de Deus “Certamente não
morrereis”

1. Ele só questiona para abrir portas para a contradição

2. A verdade – “No
dia em que dela comeres, certamente morrerás”
A mentira – “Certamente não morrereis”

C. Dar sua própria palavra que é uma contradição com toda a
verdade. “Porque Deus sabe que no
dia…”

1. Questionou a justiça de Deus.

2. Questionou o amor de Deus.

III. O Apelo da
Tentação.

A. Desejo da carne “boa para se comer”.

1. Luxúria – apetite anormal.

B. Luxúria dos olhos “Agradável
aos olhos”

C. O orgulho da vida “desejável
para dar entendimento”.

IV. O Resultado
Desnecessário da Tentação: “tomou do
seu fruto, comeu”

A. Todos nós
enfrentamos muitas tentações.

1. Satanás trabalha incessantemente.

B. Não é necessário
ceder à tentação.

1. “Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana;
mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis
resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais
suportar” I Coríntios 10:13

C. Cristo, nosso
grande auxílio na tentação.

1. Temos um grande sumo sacerdote.

V. O Resultado
Necessário de Não Resistir.

A. Separação de Deus que é a morte.

VI. A Inevitável
Tentativa do Homem.

A. Para encobrir seu erro, seu pecado “coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais….”

1. Homem incurável hipócrita.

VII. A Única
Cobertura Verdadeira Para o Pecado. I Pedro 1:17-18

A. O precioso sangue de Cristo tem um poder redentor. Ela
redime da lei. Nossa lei é cumprida, pois Cristo é o fim da lei para a justiça.

B. O valor do sangue reside muito em sua eficácia expiativa.
É-nos dito em Levítico que “é o sangue que fará expiação pela alma”.
Deus nunca perdoou o pecado sem sangue sob a lei. Cristo, portanto, veio e foi
punido no lugar e no lugar de todo o Seu povo. Não há outro plano pelo qual os
pecadores possam se tornar um com Deus, exceto pelo precioso sangue de Jesus.

C. O precioso sangue de Jesus Cristo o poder de purificação (1
João 1:7).

Conclusão

Na verdade, este é o começo da salvação.

O homem agora se tornou um pecador.

E Deus não quer que o homem viva para sempre em seu pecado.

Mas Deus quer que você viva para sempre com Ele.

É por isso que Deus enviou Seu único Filho para morrer na
cruz.

A morte de Jesus na cruz pagou o preço pelo nosso pecado.

Se aceitarmos o sacrifício de Jesus pelos nossos pecados,
viveremos para sempre com Deus e SEM pecado.

Fonte: Esboçosermão