Sermão sobre o Amor Fraternal | Amar os Irmãos

Categorias: Sermões, Sermões Temáticos Tags: Sermões sobre o Amor |

Sermão sobre o Amor Fraternal

Escute

Data de escrita: 8 de julho de 2006

Referência Escriturística: 1 João 3:14-19

ASSUNTO: Amor

TÍTULO: Amando os Irmãos

PROPOSIÇÃO: Nesta lição, estudaremos o texto de 1 João 3:14-19 e veremos o tema do amor fraternal. Amar os irmãos é 1) Um sinal de nossa salvação e da promessa da vida eterna; 2) Um reflexo do amor de Deus pelo homem e de nosso amor por Deus; 3) Um sacrifício que deve ser feito quando necessário; 4) Um trabalho que deve ser realizado; 5) Uma garantia de nossa salvação e de nosso conhecimento prático da verdade de Deus.

OBJETIVO: Cada ouvinte deve entender mais sobre o amor fraternal como ensinado em 1 João 3:14-19.

Objetivo: Que aumentemos no amor fraternal como indivíduos e como congregação.

INTRODUÇÃO:

1. Leia: 1 João 3:14-19

2. Sobre o Texto:

1) João é frequentemente chamado de apóstolo do amor.

2) Talvez isso seja porque ele discute o assunto mais do que em qualquer outro evangelho ou epístola.

3) Os apóstolos certamente tiveram problemas em amar uns aos outros.

4) Houve momentos em que contenderam entre si.

5) Em uma ocasião, dois discípulos queriam se sentar à direita e à esquerda de Jesus.

6) Os outros discípulos ficaram chateados com o pedido.

7) Jesus teve que instruir os discípulos sobre como as coisas seriam em Seu reino.

8) Um desses discípulos era João.

9) Ele parece ter aprendido a lição que Jesus ensinou sobre o amor pelos irmãos.

3. Referência a S, T, P, O e A.

DISCUSSÃO: Amar os irmãos é…

I. Um SINAL DE NOSSA SALVAÇÃO E DA PROMESSA DA VIDA ETERNA – 1 JOÃO 3:14-15.

1. Jesus deu o mandamento de como todos saberiam quem eram seus discípulos. João 13:34-35 “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros.”

2. Quando guardamos os mandamentos de Jesus, podemos saber que permanecemos Nele e Ele em nós. 1 João 3:23-24 “E o seu mandamento é este: que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento. E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele permanece em nós, pelo Espírito que nos deu.”

3. Quando amamos uns aos outros, sabemos que Deus permanece em nós. 1 João 4:12 “Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor.”

4. Quando Deus permanece em nós, podemos saber que temos a salvação e a vida eterna.

II. Um REFLEXO DO AMOR DE DEUS E DO NOSSO AMOR POR DEUS – 1 JOÃO 3:16.

1. O exemplo de amor de Deus nos motiva a amar uns aos outros. 1 João 4:7-11 “Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros.”

2. Se não podemos mostrar nosso amor por nosso irmão, também não podemos mostrar nosso amor por Deus. 1 João 4:20-21 “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? E este mandamento temos dele: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.”

3. Jesus também demonstrou amor por seu semelhante e espera que o sigamos. João 15:12-14 “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”

4. O exemplo de Deus através de Jesus nos motiva a amar uns aos outros. 1 Tessalonicenses 4:9 “Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos sois instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros.”

III. Um SACRIFÍCIO QUE DEVE SER FEITO QUANDO NECESSÁRIO – 1 JOÃO 3:17

1. Nosso amor deve servir. Gálatas 5:13 “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis, porém, da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor.”

2. Esse serviço deve vir na forma de abençoar uns aos outros. 1 Pedro 3:8-9 “Finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando-vos fraternalmente, misericordiosos, corteses. Não pagando mal por mal, nem injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que por herança alcanceis a bênção.”

3. Isso significa que não iremos causar um tropeço para nosso irmão. 1 João 2:10, 11 “Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir, porque as trevas lhe cegaram os olhos.”

4. Se somos supostos a sacrificar nossas vidas por nosso irmão, então certamente podemos sacrificar coisas menores por ele também.

IV. Um TRABALHO QUE DEVE SER FEITO – 1 JOÃO 3:18

1. Amar nosso irmão não é uma questão opcional. João 15:17 “Estas coisas vos mando, para que vos ameis uns aos outros.”

2. Devemos amar uns aos outros fervorosamente, diligentemente, com esforço. 1 Pedro 1:22 “Purificando as vossas almas na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido, amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro.”

3. Isso foi exemplificado para nós por Filemom. Filemom 1:7 “Porque tive grande gozo e consolação do teu amor, porque por ti, irmão, os corações dos santos foram recreados.”

V. UMA GARANTIA DE NOSSA SALVAÇÃO E DE UM CONHECIMENTO PRÁTICO DA VERDADE DE DEUS – 1 JOÃO 3:19.

1. Amar uns aos outros é seguir a Deus como Seus filhos. Efésios 4:31-5:2 “Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia sejam tiradas de entre vós, bem como toda malícia. Antes sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados, E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.”

2. Falamos a verdade uns aos outros em amor para conhecermos a verdade e permanecermos nela. Efésios 4:15 “Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.”

3. Quando amamos como Deus nos amou, podemos ter confiança em relação à nossa salvação. 1 João 4:16-17 “E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor e aquele que está em amor, está em Deus, e Deus nele. Nisto é aperfeiçoado o amor em nós, para que no dia
do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo.”

CONCLUSÃO:

1. Amar os irmãos é…

1) Um sinal de nossa salvação e da promessa da vida eterna.

2) Um reflexo do amor de Deus e do nosso amor por Deus.

3) Um sacrifício que deve ser feito.

4) Um trabalho que deve ser feito.

5) Uma garantia de nossa salvação e de um conhecimento prático da verdade de Deus.

2. Convite