Redenção – Livre da Culpa

Texto: Gênesis
3:21

Introdução. O
dicionário Priberam da Língua Portuguesa define resgatar como: Remir a troco de
dinheiro ou presentes, Expiar; fazer esquecer, Livrar-se do cativeiro por meio
de resgate. Alguns dos sinônimos de resgate são, recobrar, recuperar, retomar,
resgatar, salvar. Tudo isso descreve o que Deus fez pelo pecador.

I. A Necessidade de
Redenção.

A. O homem pecou, ele
comeu o fruto da árvore que Deus ordenou que ele não deveria comer.

1. Deus declarou que, se ele comesse da árvore, ele
certamente morreria.

2. A consequência da ação de Adão e Eva foi a morte.

B. Por sua ação, Adão
havia se tornado um escravo de Satanás, no reino da morte e das trevas.

1. Não havia nada que Adão pudesse fazer para se libertar.

2. Sua ação era irreversível, tendo pecado uma vez, ele
nunca mais poderia se tornar inocente novamente.

3. Ele poderia lutar pelo resto de sua vida para ser bom,
mas não conseguiria desfazer o que havia feito.

C. Um dos resultados
de sua transgressão foi a perda de sua inocência, ele tomou conhecimento de sua
nudez.

1. Ele agora estava consciente do corpo.

2. Esse é um subproduto triste do pecado, essa consciência
do corpo.

D. Seu espírito agora
morto, o corpo governou sua mente.

1. Os desejos de sua carne agora começaram a governar sua
vida.

2. Ele agora estava vivendo como os animais, ele estava
morando no plano animal da existência.

II. A Tentativa de Adão
de Cobrir Seu Pecado.

A. Adão e Eva
costuraram folhas de figueira para tentar cobrir sua nudez.

1. Você já sentiu uma folha de figo? Elas arranham um pouco.

2. Quando você arranca uma folha de figo, uma seiva branca
escorre pela haste que é como uma cola pegajosa.

3. Estou certo de que a cobertura deles não foi a mais
agradável do mundo.

B. É aqui que lemos
em nosso texto, que Deus os vestiu com túnicas de peles.

1. Deus lhes deu vestes de pele.

2. Isso exigiu a morte de um animal.

3. Este é o começo dos sacrifícios de animais para fazer uma
cobertura pelo pecado.

4. A palavra hebraica é kaphar,
que significa cobrir, e é traduzida no Antigo Testamento como expiação.

C. Ao fazer uma
cobertura para sua nudez com camadas de peles, Deus estava indicando que o
homem precisava sacrificar um animal para cobrir a culpa de seu pecado.

1. A consequência do pecado foi a morte.

2. Um animal pode ser substituído pelo pecador culpado.

D. Muito cedo na
história do homem, os sacrifícios dos animais ao Senhor foram começados a ser
praticados como uma cobertura para a culpa do pecado.

Gênesis 4:3-4 “Ao cabo
de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe
dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora, atentou o Senhor para
Abel e para a sua oferta”

E. Em obediência ao
mandamento de Deus a Abraão para oferecer a seu filho seu único filho Isaque
como um sacrifício
de oferta queimada, pois Abraão na fé estava prestes a
obedecer ao mandamento de Deus, Deus o impediu e o direcionou para um carneiro,
pego pelos chifres em um bosque, e Abraão foi instruído a oferecer o carneiro
no lugar de seu filho.

1. A partir disso, desenvolveu ainda mais a ideia de que um
animal poderia ser oferecido como sacrifício em vez do filho.

2. Vemos como isso foi codificado na lei.

Levítico 4:27-31 “E se
alguém dentre a plebe pecar por ignorância, fazendo qualquer das coisas que o
Senhor ordenou que não se fizessem, e assim se tornar culpado; se o pecado que
cometeu lhe for notificado, então trará por sua oferta uma cabra, sem defeito,
pelo pecado cometido; porá a mão sobre a cabeça da oferta pelo pecado, e a
imolará no lugar do holocausto. Depois o sacerdote, com o dedo, tomará do
sangue da oferta, e o porá sobre as pontas do altar do holocausto; e todo o
resto do sangue derramará à base do altar. Tirará toda a gordura, como se tira
a gordura do sacrifício pacífico, e a queimará sobre o altar, por cheiro suave
ao Senhor; e o sacerdote fará expiação por ele, e ele será perdoado”

3. Deve -se notar que o sacrifício de animais poderia fazer
uma cobertura para o pecado, mas não poderia afastar o pecado.

4. A ideia de cobrir sem dúvida veio do fato de que Deus cobria
sua nudez com as peles dos animais.

III. Deus Estabeleceu
Leis de Redenção.

A. A lei para o
resgate de propriedades.

Levítico 25:23 “Também
não se venderá a terra em perpetuidade, porque a terra é minha; pois vós estais
comigo como estrangeiros e peregrinos: Portanto em toda a terra da vossa
possessão concedereis que seja remida a terra. Se teu irmão empobrecer e vender
uma parte da sua possessão, virá o seu parente mais chegado e remirá o que seu
irmão vendeu. E se alguém não tiver remidor, mas ele mesmo tiver enriquecido e
achado o que basta para o seu resgate, contará os anos desde a sua venda, e o
que ficar do preço da venda restituirá ao homem a quem a vendeu, e tornará à
sua possessão”

B. A lei para a
redenção de uma pessoa.

Levítico 25:47 “Se um
estrangeiro ou peregrino que estiver contigo se tornar rico, e teu irmão, que
está com ele, empobrecer e vender-se ao estrangeiro ou peregrino que está
contigo, ou à linhagem da família do estrangeiro, depois que se houver vendido,
poderá ser remido; um de seus irmãos o poderá remir; ou seu tio, ou o filho de
seu tio, ou qualquer parente chegado da sua família poderá remi-lo; ou, se ele
se tiver tornado rico, poderá remir-se a si mesmo”

C. Ambas as leis
entram em jogo na redenção fornecida por Jesus.

1. Primeiro, ele se tornou um homem que poderia ser parente
próximo.

2. Ele veio resgatar o mundo de Satanás.

a. Satanás sabia disso e lhe ofereceu os reinos do mundo e a
glória deles se Jesus se curvaria e o adoraria.

b. Nos parábolas do reino, Jesus disse: “O reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido no campo,
que um homem, ao descobri-lo, esconde; então, movido de gozo, vai, vende tudo
quanto tem, e compra aquele campo”

c. Em parábolas, qual é o campo? “o campo é o mundo”. Quem desistiu de tudo o que tinha
para comprar este mundo? Jesus

3. Ele veio resgatar o homem da escravidão pelo pecado.

a. Novamente, a lei de Deus deve ser cumprida que exigisse a
morte para o transgressor.

b. Jesus levou nossos pecados a si mesmo e pagou por nossos
pecados morrendo em nosso lugar.

c. “Todos nós
andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o
Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós”

d. “Àquele que
não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos
justiça de Deus”

e. Ao contrário dos sacrifícios de animais que só podiam
cobrir nossos pecados, pela morte de Jesus, o Filho de Deus, nossos pecados
foram afastados.

f. Portanto, agora não há condenação àqueles que estão em
Cristo Jesus.

g. Jesus disse,

João 3:17-20 “Porque
Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o
mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já
está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E o julgamento
é este: A luz veio ao mundo, e os homens amaram antes as trevas que a luz,
porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz,
e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas”

h. À medida que passamos pela Bíblia, você encontrará a
história da redenção tecida através de suas páginas.

Conclusão

Cristo, o Senhor, providenciou nossa redenção. Ele morreu em
nosso lugar para garantir nossa salvação. No entanto, devemos aceitar sua obra expiatória na cruz para o nosso pecado, acreditando que somos
incapazes de fornecer salvação para nós mesmos, nos arrepender de nosso pecado
e crer em sua obra final pela fé.

A redenção do pecado foi garantida, mas você deve responder
à oferta da graça. Você já recebeu a Cristo para a salvação, sendo libertado da
penalidade do pecado? Caso contrário, peço que você responda hoje com
arrependimento e fé!

Fonte: Esboçosermão