Qual é o papel de Israel na profecia bíblica sobre o fim dos tempos?

Pois eu mesmo os tirarei dentre as nações, os reunirei de entre os países e os trarei de volta para a sua própria terra (Ezequiel 36:24).”Eu tornarei Jerusalém um cálice que embriague todos os povos ao redor. Judá será sitiada, bem como Jerusalém. Naquele dia, quando todas as nações da terra estiverem reunidas contra ela, farei de Jerusalém uma pedra pesada para todas as nações. Todos os que tentarem movê-la se ferirão.” (Zacarias 12:2-3)Basta mencionar os “Tempos Finais” e você certamente irá gerar tantas opiniões diferentes quantas as pessoas têm cores favoritas. Ok, isso pode ser um exagero, mas você entende o ponto.O estudo da escatologia (o estudo dos Fins dos Tempos) e das escrituras apocalípticas na Bíblia certamente não traz um fim para interpretações e opiniões variadas. Especialmente quando se trata de entender o papel de Israel nos Fins dos Tempos.A verdade é que nenhum de nós sabe os eventos específicos que ocorrerão, ou especialmente quando. Até Jesus afirmou que somente o Pai sabia o dia ou a hora precisa do eschaton – o fim de todas as coisas como as conhecemos:”A respeito daquele dia ou hora ninguém sabe, nem os anjos nos céus, nem o Filho, senão somente o Pai” (Mateus 24:36).Embora haja muito sobre os Fins dos Tempos que é desconhecido e cai em interpretação ou até mesmo especulação, uma pergunta persiste – e quanto a Israel? Afinal, ao longo das Escrituras – tanto no Antigo como no Novo Testamento, a nação de Israel é o “povo escolhido” de Deus.Onde a nação de Israel se encaixa no plano de Deus para os Fins dos Tempos? O que Deus tem reservado para Israel e o dom da vida eterna no final do mundo? A existência do atual Estado de Israel é um cumprimento das promessas de Deus a eles?Profecias do Antigo e do Novo Testamento de IsraelA profecia bíblica sobre o que acontece a Israel nos Fins dos Tempos é um tópico de grande interesse e debate entre a maioria das denominações cristãs e tradições teológicas. Essas profecias são encontradas principalmente no Antigo e no Novo Testamento da Bíblia. Aqui estão alguns temas e passagens-chave relacionados a Israel na profecia dos Fins dos Tempos:Profecias do Antigo Testamento:1. Restauração de Israel: Vários profetas do Antigo Testamento, incluindo Isaías, Jeremias e Ezequiel, profetizaram sobre a restauração de Israel nos Fins dos Tempos. Isso inclui o retorno do povo judeu à terra de Israel após um período de exílio e dispersão. Veja: Ezequiel 36:24-28 (NVI): “Pois eu mesmo os tirarei dentre as nações, os reunirei de entre os países e os trarei de volta para a sua própria terra. Espalharei água pura sobre vocês, e vocês serão purificados; eu os purificarei de todas as impurezas e de todos os ídolos. Darei a vocês um novo coração e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne. Porei o meu Espírito em vocês e os levarei a agirem segundo os meus decretos e a obedecerem fielmente às minhas leis. Vocês habitarão na terra que dei aos seus antepassados; vocês serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.”2. Reconstrução do Templo: Algumas profecias sugerem a reconstrução do Templo Judaico em Jerusalém, frequentemente associada à vinda do Messias ou a um futuro período de renovação espiritual. Veja: Ezequiel 40:1-4 (NVI): “No vigésimo quinto ano do nosso exílio, no início do ano, no décimo dia do mês, quatorze anos depois da queda da cidade, nesse mesmo dia, a mão do Senhor estava sobre mim, e ele me levou a Jerusalém. Em visões de Deus, ele me levou à terra de Israel e me colocou sobre um monte muito alto, no lado sul do qual havia alguns prédios que pareciam uma cidade. Ele me levou até lá, e vi um homem cuja aparência era de bronze; ele estava parado no portão com um cordão de linho e uma vara de medir na mão. O homem me disse: ‘Filho do homem, olhe com atenção e ouça com cuidado e preste atenção em tudo o que eu vou lhe mostrar, pois é por isso que você foi trazido aqui. Diga ao povo de Israel tudo o que você vê.'”3. Terra Prometida: A promessa de Deus a Abraão e seus descendentes em relação à terra de Canaã (mais tarde conhecida como Israel) é vista como uma aliança duradoura, e o cumprimento dessa promessa muitas vezes está associado a eventos dos Fins dos Tempos. Veja: Gênesis 17:7-8 (NVI): “Estabelecerei a minha aliança como aliança eterna entre mim e você e seus descendentes, para as gerações futuras, para ser o seu Deus e o Deus dos seus descendentes. Toda a terra de Canaã, onde agora você reside como estrangeiro, darei a você e aos seus descendentes como propriedade perpétua; e serei o Deus deles.”Essa promessa é fundamental para a aliança abraâmica e tem grande significado na narrativa bíblica. É frequentemente associada a eventos dos Fins dos Tempos e à restauração e cumprimento das promessas de Deus aos descendentes de Abraão no contexto da escatologia. Muitas interpretações tanto no judaísmo quanto no cristianismo veem o retorno do povo judeu à terra de Israel como um sinal da fidelidade de Deus a essa aliança e como parte de Seu plano em andamento para os Fins dos Tempos.Estas Escrituras são geralmente vistas como uma expectativa esperançosa da fidelidade de Deus à Sua aliança com Israel e ao cumprimento de Suas promessas.Profecias do Novo Testamento:1. Retorno de Jesus: No Novo Testamento, particularmente nos Evangelhos e no livro de Apocalipse, há referências ao retorno de Jesus Cristo. Seu retorno muitas vezes está relacionado à restauração e salvação de Israel. Veja: Apocalipse 19:11-16 (NVI): “Vi o céu aberto, e diante de mim estava um cavalo branco, cujo cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro. Ele julga e guerreia com justiça. Seus olhos são como chamas de fogo, e em sua cabeça há muitas coroas. Ele tem um nome escrito nele que ninguém conhece, exceto ele mesmo. Está vestido com um manto tingido de sangue, e o seu nome é Palavra de Deus. Os exércitos dos céus o seguiam, vestidos de linho fino, branco e puro. Da sua boca saía uma espada afiada para ferir as nações. ‘Ele as governará com cetro de ferro’. Ele pisará o lagar do vinho da fúria da ira de Deus Todo-poderoso. Em seu manto e em sua coxa está escrito este nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.”2. Eventos dos Fins dos Tempos em Israel: O livro de Apocalipse contém passagens que descrevem eventos dos Fins dos Tempos que ocorrem em Israel, incluindo a Batalha do Armagedom, que é frequentemente vista como um confronto final entre as forças do bem e do mal. Veja: Apocalipse 16:16 (NVI): “Então eles reuniram os reis no lugar que em hebraico é chamado Armagedom.”É importante notar que as interpretações da Batalha do Armagedom e sua conexão com Israel podem diferir entre estudiosos e crentes. Alguns a veem como uma batalha literal, enquanto outros a veem de forma mais simbólica, representando o confronto final entre as forças da justiça e do mal na luta cósmica pelo reino de Deus.3. Conversão de Israel: Algumas interpretações de Romanos 11 no Novo Testamento sugerem que haverá um futuro retorno do povo judeu à fé em Jesus como o Messias, levando à sua restauração espiritual. Veja: Romanos 11:25-26 (NVI): “Irmãos, não quero que vocês sejam ignorantes quanto a este mistério, para que não sejam presunçosos: Israel experimentou um endurecimento em parte, até que o número completo dos gentios tenha entrado. E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: ‘Virá de Sião o redentor que desviará de Jacó toda impiedade.'”4. Jerusalém como Centro: Jerusalém é frequentemente mencionada tanto no Antigo quanto no Novo Testamento como uma cidade de grande importância profética e espiritual. Sua ligação com eventos dos Fins dos Tempos e o papel de Israel na realização das promessas de Deus é tema de muitos debates e interpretações. Veja: Zacarias 12:2-3 (NVI): “Vou tornar Jerusalém uma taça que embriaga todos os povos ao redor. Judá será sitiado, bem como Jerusalém.”É evidente que as profecias bíblicas sobre Israel nos Fins dos Tempos são um assunto complexo e de grande interesse para muitos estudiosos e crentes. A interpretação dessas profecias pode variar amplamente, e é importante abordar essas passagens com humildade, oração e estudo cuidadoso das Escrituras. Enquanto aguardamos o cumprimento final de todas as coisas, podemos confiar na fidelidade de Deus e na certeza de Seu plano soberano para Israel e para todo o mundo.