Prosperidade é acesso – Verbo da Vida

Geneceuda Monteiro
Graduada pela Escola de Ministros Rhema

Prosperidade é ter acesso. Mas isso não implica em pagar para obtê-lo, pois, há acessos cujo valor é inestimável. Ou seja, independem de um valor monetário e necessitam de critérios como: confiança, honestidade, proximidade, entre outros.

Logo, se não tenho dinheiro, mas tenho acesso, sou próspero. Pois, é Deus quem concede o acesso. Principalmente, aqueles que só Ele explica como foi possível. Eu tenho acesso a tudo que há no mundo, é isto que a Palavra me garante.

“Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra” (Gênesis 1.26-28).

Há critérios para que o acesso gere prosperidade

Todo acesso para ser concedido necessita de alguns critérios. Esdras recebeu uma importante incumbência do rei Artaxerxes devido sua habilidade como escriba. A José foi dado todo acesso à presença de faraó e o cargo de governante por seu talento administrativo. A rainha Esther obteve também obteve favor perante o rei. No entanto, dons, talentos ou habilidades são insuficientes.

A Bíblia pode nos dar pistas sobre isso: “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Se andares nos meus caminhos, e se observares a minha ordenança, também tu julgarás a minha casa, e também guardarás os meus átrios, e te darei livre acesso entre os que estão aqui” (Zacarias 3.7 – ACF).

Essa concessão independe de minha força ou braço, da fortuna amealhada ou da falta dela, mas porque tenho acesso ao trono, o Pai me concede todo o acesso na terra: “…por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus” (Romanos 5.2).

É Ele quem nos pode conceder este nível de acesso. A chave que abre as portas para experimentarmos o poder de toda sorte de bênçãos, operando em nossa vida, está em Suas mãos.

“Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós” (Efésios 3.20).

O poder de Deus em operação promove o acesso

Acesso é ter sem comprar. Receber sem pedir. Entrar sem pagar. Quem tem acesso tem poder. No entanto, é enganoso pensar que o poder é apenas algo herdado da família, dos títulos ou posição social. O verdadeiro poder é o favor concedido por Deus: “Ora, deu Deus a Daniel graça e misericórdia diante do chefe dos eunucos” (Daniel 1.9).

Cabe a Ele conceder quando O apraz: “Pois tu és a glória da sua força; e pelo teu favor será exaltado o nosso poder” (Salmos 89.17).

Isto explica porque existem pessoas prósperas sem riqueza. Pessoas que transitam em vários ambientes e desfrutam de favores e amizades inexplicáveis, e até muito cobiçados, aos olhos humanos.

Em sua origem, o termo grego para acesso é paragoge, que quer dizer “pôr a diante”. De maneira geral, ele remete à ideia de alguém sendo conduzido à presença de algo poderoso ou pessoa importante. Lembra que José foi conduzido à presença de faraó? Assim como Daniel, Esdras, Esther, Daniel, entre outros.

A exemplo deles, certamente — em algum momento da sua vida — você foi apresentado ou levado à presença de alguém que o conectou com situações, oportunidades ou benefícios que, nem que você pagasse, seria possível acessá-los. Possivelmente, você conseguiu resolver alguma situação que dinheiro nenhum resolveria — ou fez uma viagem maravilhosa, sem ter pago nada por isso — porém, o acesso à pessoa ou autoridade certa, fez toda a diferença.

Acesso é um valor que não se compra, se conquista

Muita gente acredita que pode comprar uma entrada ou permissão para alcançar pessoas ou produtos. Não é bem assim. As grandes marcas como Louis Vuitton, Ferrari, entre outras, estão aí para provar que o potencial aquisitivo não é o bastante. Há critérios e valores imensuráveis que vão além.

O mesmo ocorre com as pessoas.  É enganoso acreditar que uma aproximação forçada pode representar abertura para o convívio. Classe social também não garante isso, ostentação financeira muito menos. Muitas vezes, o acesso não está na porta da frente. No reino espiritual, o acesso está na porta de serviço. A porta estreita por onde poucos querem passar.

O serviço abre portas para a prosperidade

Lugar de serviço é lugar de bênção! É servindo que as conexões acontecem. É por meio do serviço desinteressado e excelente que somos chamados à Presença.

“Jesus os chamou e disse: ‘Vocês sabem que aqueles que são considerados governantes das nações as dominam, e as pessoas importantes exercem poder sobre elas. Não será assim entre vocês. Ao contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo; e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos. Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos’”(Marcos 10.42-45).

Agindo assim alcançaremos o favor do nosso Rei. Agindo assim alcançaremos o Trono, de onde parte o acesso a  grandes bênçãos para a nossa vida. “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno” (Hebreus 4.16).

E por fim, “…quando Deus concede riquezas e bens a alguém e o capacita a desfrutá-los, a aceitar a sua sorte e a ser feliz em seu trabalho, isso é um presente de Deus” (Eclesiastes 5.19). Isso é prosperidade!



Fonte:Verbo da Vida