Por que acreditar na Trindade torna o Natal possível

Embora a palavra Trindade não seja encontrada na Escritura, é essencial para os cristãos acreditar nela, especialmente no Natal. Rejeitar a Trindade tira o motivo pelo qual celebramos o nascimento de Jesus, pois, sem ela, não há Salvação para a humanidade. Isaías 43:11 explica: “Eu, somente eu, sou o Senhor, e não há outro Salvador além de mim.”

Tragicamente, algumas igrejas cristãs estão rejeitando a crença na Trindade, que é um Único Deus em Três Pessoas, composto pelo Pai, o Filho e o Espírito Santo. Algumas congregações até tentam mudar, renomear e atribuir gênero à Trindade, referindo-se a Deus como a mãe, o que leva a negar Deus como Pai do Salvador do mundo.

Além disso, os muçulmanos rejeitam a doutrina da Trindade do Cristianismo. Os Santos dos Últimos Dias não acreditam no conceito tradicional da Trindade, mas acreditam que existem três deuses distintos unidos por um propósito. A comunidade judaica considera a doutrina trinitária herética. Sem dúvida, é um conceito difícil para muitos entenderem, e provavelmente a maioria de nós não é capaz de compreendê-lo completamente, mas é aí que entra a nossa fé e crença na Palavra de Deus.

Então, o que é a Trindade, e por que acreditar nela torna o Natal possível?

Onde está o conceito da Trindade na Escritura, mesmo que a palavra Trindade não esteja realmente na Bíblia? A resposta começa no início da Bíblia. Gênesis 1:26 descreve a situação. “Então Deus disse: ‘Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra.'” Colossenses 1:19 descreve ainda mais: “Porque aprouve a Deus que nele residisse toda a plenitude.” Em João 10:30, Jesus nos diz em suas próprias palavras: “Eu e o Pai somos um.”

Acreditar na Trindade torna o Natal possível, apoiando o presente de Salvação de Deus para o mundo. Explica como um Pai celestial amoroso enviou seu único, perfeito e imaculado Filho para estar conosco; que morreu, ressuscitou e subiu ao céu para sentar à direita de Deus, para que possamos receber o presente da vida eterna e a doce presença do Espírito Santo para viver em nós. A Trindade tornou possível para Deus estar conosco. “A virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão Emanuel (que significa ‘Deus conosco’)” (Mateus 1:23).