Pastor chama decisão da ministra sobre aborto de “serva de Satanás” – Espaço Gospel – Estudos Bíblicos, Mensagens Diárias, Pregações, Devocionais, Palavra de Deus, Versículos, Bíblia

O Supremo Tribunal Federal (STF), assim como tem avançado no Legislativo em relação à legalização da maconha, poderá, também, legalizar o aborto, decisão que caberia ao Congresso Nacional. A presidente do STF, ministra Rosa Weber, marcou o julgamento sobre a descriminalização do aborto para a próxima sexta-feira (22), em plenário virtual, ou seja, sem a participação do público para acompanhar os votos de cada ministro.

Um líder religioso reagiu à decisão de Weber, afirmando que “a juíza da Suprema Corte brasileira se aposenta no próximo mês, mas antes quer ser reconhecida no céu, no inferno e na terra como uma serva de Satanás”.

Esse líder religioso classificou o aborto como assassinato e “chacina”, protestando contra a morte de bebês com até 12 semanas de gestação. A ala católica no Brasil também se manifestou contra o STF, emitindo um comunicado por meio do setor jurídico da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

“Autoridades religiosas e líderes católicos também se manifestaram contra a legalização do aborto, citando argumentos baseados na proteção da vida e nas normas já existentes no Brasil. A CNBB afirmou que o país já possui regulamentação sobre essa matéria e é signatário de tratados internacionais que protegem expressamente a vida. Portanto, não há motivo para modificar essa regra da forma como está sendo proposto”, afirmou o advogado Hugo Cysneiros Oliveira, representante da organização católica.

O líder religioso também citou o Salmo 139.16, que indica que Deus reconhece a vida humana mesmo em seu estado “informe”, ou seja, no momento da concepção, quando o corpo humano inicia o processo de formação.

“Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia”, publicou o líder religioso em seu perfil no Instagram.