Milagres de Deus em meio às crises – Série Elias (Mensagem 2)

Texto: 1 Rs 17.7-16

Introdução
– Lembrar contexto de pecado, rebeldia, idolatria e apostasia.
– Elias ora para que não chova e anuncia o juízo de Deus para o rei Acabe.
– Uma seca que durou três anos e meio se abateu sobre a nação de Israel.
– O texto ora estudado nos traz várias lições a serem aprendidas.

I.) Deus pode permitir adversidades em nossas vidas, mesmo quando estamos no centro de Sua vontade – v. 7
– Elias estava no centro da vontade de Deus para a sua vida; todavia, isso não impediu que ele passasse por adversidades.
– Estar no centro da vontade de Deus não significa que estaremos imunes às dificuldades. Muito pelo contrário!

II.) Deus sempre dirige os passos de seus servos; precisamos estar sensíveis e atentos à sua voz e direcionamento – v. 8,9.
– “Deus guiou os passos de Elias: primeiro ao córrego de Querite, depois à casa de uma pobre viúva” (McNair).
– Elias havia aprendido a ouvir e a discernir a voz e a direção do Senhor.

III.) Quando as torrentes (riachos) secam pode ser uma indicação que está na hora de mudar de lugar – v.7-9
– As portas estão se fechando? As oportunidades estão minguando? As fontes estão secando? As circunstâncias estão mostrando algo?
– Temos de saber discernir entre a perseverança e a teimosia.
– Talvez Deus esteja usando as circunstâncias para indicar que é hora de uma mudança.

IV.) É necessário ter disposição para mudanças – v. 9
– “Dispõe-te, Levanta-te”
– “Sarepta estava localizada a pelo menos 150 km de Querite. Isso significava uma longa caminhada a céu aberto por uma terra árida na qual Elias era uma espécie de foragido da justiça” (C. Swindoll).
– Muitas vezes não é fácil mudar ou fazer mudanças. Sempre ganhamos algo, mas sempre perdemos algo também. Mas as mudanças são necessárias, principalmente quando fazem parte da direção de Deus para nós.

V.) Deus nos manda demorar em certos lugares e situações em que Ele nos coloca – v. 9
– “Elias estava feliz por deixar aquele riacho seco. Uma mudança de cenário seria maravilhoso. Mas então vem ‘demora-te ali’. Aí é que mora o perigo! Nenhum de nós gostaria de receber uma ordem como ‘fique por lá’, em se tratando de um campo de provas” (C. Swindoll).
– Sarepta significa fundir, refinar. Quer dizer cadinho (vaso de material resistente ao fogo para fundir minérios e minerais).
– Se Deus nos manda demorar é porque tem propósitos em nós e através de nós no lugar em que nos colocou.

VI.) Devemos colocar os nossos olhos no Deus que provê e não nos instrumentos que Ele usa para nos trazer a provisão – v. 4,9.
– “ordenei aos corvos que […] te sustentem […] ordenei a uma mulher viúva que te dê comida” (v. 4,9).
– Ele pode usar corvos, riachos e viúvas, mas Deus é a fonte da provisão; Ele é quem ordena a nossa provisão.
– Agradeça a Deus pelo seu patrão, pelo seu trabalho, pelos seus clientes, pelos dizimistas e ofertantes; mas entenda que essas coisas são instrumentos, enquanto Deus é a fonte da provisão.

VII.) Os caminhos de Deus são variados. Deus pode nos assistir de maneiras diferentes e maravilhosas, além do que podemos esperar – v. 4,9.
– Deus usou corvos, riachos e viúvas.
– Você pode pensar em mil maneiras. Deus pode usar a maneira número 1001.
– Ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos (Ef 3.20).

VIII.) Nunca se deixe derrotar pela primeira impressão, pois ela, em geral, é apenas um teste – v. 10-12
– A primeira impressão do profeta foi uma pobre viúva apanhando lenha na porta da cidade com mantimento suficiente apenas para uma refeição para ela e seu filho.
– Os primeiros dias geralmente são os mais difíceis, não desista.
– Nossa experiência ao chegar a João Pessoa, PB.

IX.) Precisamos aprender a tirar os olhos da impossibilidade e nos concentrarmos somente nas possibilidades – v. 13,14
– Precisamos olhar além das circunstâncias.
– Em um primeiro momento a viúva via uma única refeição seguida de morte.
– Elias viu naquela pequena quantidade de azeite e farinha a matéria prima para o milagre.
– O que você tem pode ser pouco, mas Deus é poderoso para multiplicar (Ex. 5 pães e 2 peixinhos).
– Ex. de quando a Simone viu o nosso atual apartamento pela primeira vez.

X.) A fé e a obediência preparam o caminho para os milagres de Deus – v. 15,16
– Destacar a fé e a obediência tanto do profeta quanto da viúva.
– Elias foi até Sarepta e creu na provisão de Deus em meio ao caos que ali encontrou.
– A mulher demonstrou um fio de fé quando se dispôs a buscar água para o profeta. Depois teve a fé de dar primeiro a Deus (na figura do profeta).
– A fé e a obediência tanto de um como de outro prepararam o caminho para o sobrenatural de Deus!
– Temos crido e obedecido?

Pr Ronaldo Guedes Beserra – SP, 12.03.2020

Visite o site do Pr Ronaldo em https://ronaldoguedesbeserra.com.br/

Sobre Cristianismo Total

Cristianismo Total é um blog evangélico que tem como objetivo difundir a fé Cristã, que é a mensagem através da qual o Deus Eterno se revelou à humanidade.

Fonte: Cristianismo Total