Lições incríveis de João 1 ao meditarmos sobre quem Jesus é neste Natal

Mateus, Marcos, Lucas e João são o que chamamos de evangelhos. Estes são os relatos da vida e do ministério de Jesus escritos por seus amigos mais próximos e seguidores. Cada relato nos oferece uma perspectiva única sobre quem Jesus era, bem como as muitas coisas que ele realizou e ensinou enquanto esteve na terra. O livro de João é o quarto evangelho e começa descrevendo Jesus em termos que o conectam ao nosso eterno Deus Criador.

João 1:1-7 descreve como uma força criadora desde o início, conhecida como a Palavra, se torna carne. Este texto é uma bela maneira de conceptualizar a identidade de Cristo e um maravilhoso conjunto de versículos para memorizar.

“In the beginning was the Word, and the Word was with God, and the Word was God. He was in the beginning with God. All things were made through Him, and without Him nothing was made that was made. In Him was life, and the life was the light of men. And the light shines in the darkness, and the darkness did not comprehend it. There was a man sent from God, whose name was John. This man came for a witness, to bear witness of the Light, that all through him might believe” (João 1:1-7).

Há tantas coisas que podemos aprender sobre Jesus e quem ele era neste texto! Neste Natal, deixe a proclamação de João iluminar sua alma sobre a natureza gloriosa de Cristo. Jesus não era um simples homem. Ele era muito mais! Ele era a Palavra, a vida e a luz para o nosso mundo escuro.

Aqui estão algumas lições que podemos aprender de João 1:1-7:

1. Jesus Foi Enviado para Revelar a Mente do Pai ao Mundo

João nos ajuda a entender que Jesus e o Pai são um só. Este trecho nos ajuda a começar a entender o que é a Trindade. Jesus era a Palavra. Ele estava lá no início da criação. Ele conhece a história de Deus, seu plano, e concorda com o plano de resgate de Deus para sua criação. Ele também veio na forma de um homem, que cresceu, falou, viveu e ensinou.

Você já se perguntou por que Deus não enviou outro ser para contar à humanidade sobre sua natureza? Ele poderia ter enviado um anjo poderoso, um ser celestial ou uma criatura poderosa para proclamar quem Deus é e seu desejo por seu povo. Teríamos ouvido? Teríamos entendido?

Jesus veio na carne como um doce bebê vulnerável que cresceu para ser um homem porque ele queria nos dar a melhor chance de ouvir o coração do Pai. Deus queria que víssemos que seu plano desde o início era nos amar, não nos deixar sem esperança e sozinhos. Deus vai além e não nos dá apenas um mensageiro com o qual podemos nos relacionar, ele entrega esse mensageiro à morte como o sacrifício final, porque nenhuma quantidade de regras ou vacas sacrificadas poderia nos tornar santos o suficiente para Deus.

2. Os Cristãos São Chamados a “Andar na Luz”

Jesus traz “vida e essa vida é a luz dos homens”. A luz é um símbolo de pureza, conhecimento e alegria. Andar na luz é um chamado para viver com pureza, bondade e justiça. Como criaturas feitas à imagem de Deus, quando entramos em relacionamento com nosso criador, nosso trabalho é colaborar com Deus para funcionar em conjunto com o design perfeito que ele tinha em mente para nós. Porque enquanto estamos na terra, estamos afligidos com uma natureza pecaminosa, nossas vidas estão sempre mudando. Os seres humanos estão sempre lutando contra as trevas, mas felizmente não estamos sozinhos. Ele é luz. Deus é constante, imutável e santo. Podemos olhar para a luz, Jesus, como nosso alicerce firme. Andamos em seu calor, seu amor e seguimos seus caminhos. Essa é a essência da vida cristã.

3. A Luz é Maior do que a Escuridão

No versículo 5, lemos que a luz brilhou nas trevas e as trevas não compreenderam. O Expositor’s Greek Testament explica que as trevas não foram capazes de apreender ou superar a luz. Os gregos acreditavam que o texto significava que as trevas não foram capazes de conquistar a luz!

Que declaração emocionante, que a luz de Deus é maior do que a escuridão presente em nosso mundo. Em última análise, nossa esperança é apenas uma certeza por causa desse fato. O plano, o poder, a presença e a bondade de Deus são capazes de trazer ordem ao nosso mundo caído. Seu plano supera os poderes do caos e do nada que querem nos afastar dele.

Jesus foi capaz de atravessar a morte que busca engolir seu povo. Ele abriu um caminho para nós encontrarmos vida nele. Ao passarmos pela morte, superamos o poder deste mundo, assim como ele fez, e somos convidados para sua família eterna. Não há amor maior do que este, de dar a vida por aqueles que ele ama!

4. Pela Graça, Deus Enviou Outros para nos Contar Seu Plano

Se não bastasse Deus ter se tornado humano para que pudéssemos conhecê-lo, ele também falou por meio de muitos homens e mulheres antes e depois de sua chegada para que pudéssemos ter certeza de que ele era quem dizia ser. João Batista preparou o caminho para o ministério de Jesus durante a vida terrena de Jesus. João significa graça, confirmando que sua aparição e mensagem foram um ato de graça de Deus para o povo de sua época.

Houve um intervalo de 400 anos entre o Antigo Testamento e o nascimento de Jesus. O povo judeu precisava ter seus corações tocados para estarem prontos para receber o Messias.

Foram as palavras de João Batista ao lado das histórias do Antigo Testamento que permitiram aos homens acreditar. Nenhuma das promessas de Deus voltou vazia. O Salvador veio exatamente como Deus havia dito a Adão e Eva quando disse que a semente da mulher um dia esmagaria a serpente (Gênesis 3:15). Ele continuou dizendo ao seu povo que ele tinha um plano e um rei eterno que estava a caminho! Uma vez que ele chegou, eles só precisavam se lembrar do testemunho gracioso daqueles que vieram antes de Jesus para saber que suas palavras eram verdadeiras e sua vida era esperada há muito tempo por seus seguidores.

Deus é tão gracioso não apenas em nos dizer que nos ama, mas em nos mostrar. Deus teceu uma história impecável que culmina em um Deus-homem que dá sua vida por nós. A graça da Bíblia é surpreendente!

Jesus é o grande presente de Deus para nós. Quando ele fez este mundo, ele sabia que precisaríamos de um Salvador para nos libertar de nossas próprias falhas. A Palavra fez um caminho para nós! Podemos nos alegrar porque podemos viver com a esperança de que sua vida e luz nos guiarão agora e nos sustentarão para sempre enquanto antecipamos a eternidade no Céu com Ele!