Fruto do Espírito Amor Sermão – Gálatas 5:22

Categorias: Sermões, Sermões Textuais Tags: Série de Sermões sobre Fruto do Espírito, Sermões sobre o Amor

fruto do espírito sermão sobre o amor

Sermão sobre o Amor Fruto do Espírito — Primeiro de uma série de esboços de sermões por Tom Moore sobre o amor sendo um fruto do Espírito. Define o amor e aplica-o à vida do cristão.

INTRODUÇÃO:

1. Tendo considerado as diversas obras da carne, agora focamos nossa atenção no “fruto do Espírito”

1) Você já notou que a palavra fruto está no singular, enquanto obras está no plural?

2) Isso sugere que as obras individuais da carne são variadas e não necessariamente relacionadas

3) Mas o fruto do Espírito, embora possua várias características, é, na realidade, um só, possibilitado pela combinação de todas as nove características nestes versículos

4) Uma pessoa pode ser culpada das obras da carne ao cometer apenas uma das obras

2. Mas uma pessoa não pode ser dita estar produzindo o fruto do Espírito a menos que todas as nove qualidades sejam demonstradas juntas em sua vida

1) Similar às graças listadas em 2 Pedro 1:5-8

2) “Fornecer” ou “adicionar” implica que as graças estão intimamente conectadas umas com as outras e são todas necessárias para crescer no conhecimento de Jesus Cristo

3) Portanto, enquanto uma pessoa pode possuir uma ou mais dessas graças listadas em Gálatas 5:22-23, isso sozinho não constitui o fruto do Espírito – aquele que é liderado pelo Espírito irá produzi-las todas!

3. Ao começarmos nossa análise do fruto do Espírito, é natural que a virtude do amor lidere a lista…

1) Pois Deus é amor – 1 João 4:8

2) O amor é a maior virtude de todas – 1 Coríntios 13:13

4. Mas o que é o amor?

1) Qual lugar ele tem na vida do cristão?

2) Como podemos demonstrar melhor nosso amor a Deus e ao próximo?

3) Estas são algumas das perguntas que buscaremos responder nesta lição ao começarmos com…

DISCUSSÃO: [discussão deste sermão sobre o amor como fruto do Espírito]

I.   A DEFINIÇÃO DO AMOR

1. Os gregos tinham quatro palavras que traduzimos como “amor”

1) EROS– amor carnal, sexual

2) PHILEO– o amor da amizade íntima

3) STORGE– o amor das relações familiares

4) AGAPE– aquele amor que busca apenas o bem mais alto dos outros

a. É este amor que Paulo menciona em nosso texto, e define em 1 Coríntios 13:4-8a

b. Jesus usa a mesma palavra em Mateus 5:43-48

2. Olhando mais de perto para “agape”

1) “Agape tem a ver com a mente: não é apenas uma emoção que surge em nossos corações sem ser provocada; é um princípio pelo qual vivemos deliberadamente. Agape tem supremamente a ver com a vontade.” — Barclay

2) Não é uma reação descontrolada do coração, mas um exercício concentrado da vontade

3) É um amor cuidadoso que se envolve com a necessidade dos outros

4) Não depende de que aquele que está sendo amado tenha que merecer tal amor

5) Não é um amor exclusivo…

a. Expresso apenas a alguns escolhidos

b. Mas uma benevolência abrangente, demonstrada a todos

3. A ilustração perfeita de “agape”

1) Começa com o Deus do amor — cf. 2 Coríntios 13:11

a. Seu amor é um amor completamente inmerecido — Romanos 5:8

b. Seu amor é um amor inseparável — Romanos 8:35-39

c. De fato, Seu amor é um grande amor disposto a salvar pecadores! — Efésios 2:4-7

2) Encontra sua completa realização em Cristo

a. O amor de Deus atinge seu ápice em seu Filho Jesus Cristo — cf. Romanos 8:39

b. Jesus demonstrou plenamente tal amor — João 15:13

c. Portanto, chegamos a conhecer o que realmente é o amor quando olhamos para Jesus Cristo — cf. 1 João 3:16

II.   AMOR NA VIDA DO CRISTÃO

1. O lugar do amor

1) Deve ser a “atmosfera” em que o cristão anda — Efésios 5:1-2

2) Deve ser o “vínculo” que “liga” a “vestimenta” que o cristão deve vestir — Colossenses 3:12-14

3) Deve ser o “motivo universal” para tudo o que fazemos — 1 Coríntios 16:14

4) Deve previnir que nossa liberdade cristã se transforme em egoísmo destrutivo — Gálatas 5:13

5) Deve caracterizar nossa pregação e ensinamento da verdade — Efésios 4:15

2. A demonstração do amor

1) Demonstrando nosso amor para com Deus

a. Demonstração imprópria

a) Alguns pensam que provamos nosso amor gritando do telhado

b) Outros, colocando-o em um adesivo no para-choque e buzinando se amam a Jesus

c) E outros pensam que tudo o que fazem “em nome do Senhor” será agradável a Ele

d) No entanto, considerem as palavras de Jesus em Mateus 7:21-23

b. Demonstração apropriada de amor para com Deus:

a) Guardando seus mandamentos — João 14:15, 21, 23-24; 15:10, 14

b) Amando nossos irmãos — 1 João 4:20-21

c) Será que realmente amamos a Deus? Qual é nossa atitude em relação a guardar os mandamentos e amar os irmãos?

2) Demonstrando nosso amor para com o próximo

a. Mostrando amor para aqueles que são irmãos em Cristo

b. O amor uns pelos outros é fundamental para a doutrina de Cristo

a) 1 João 3:11

b) João 13:34-35

c. Demonstramos melhor nosso amor para com nossos irmãos por…

a) Ajudá-los quando estão em necessidade física — 1 João 3:16-18

b) Ajudá-los quando estão em necessidade espiritual — 1 Pedro 4:8; Tiago 5:19-20

c) Amar a Deus e guardar seus mandamentos — 1 João 5:2

d. Mostrando amor para com aqueles que não são cristãos

a) O amor pelos outros deve ir além de amar aqueles que nos amam — cf. Lucas 6:27-36

b) Demonstramos que somos verdadeiramente filhos de Deus (e guiados pelo Espírito) quando, por amor,

c) Fazemos o bem aos que nos odeiam

d) Abençoamos aqueles que nos amaldiçoam

e) Oramos por aqueles que nos tratam com maldade

f) Não resistimos quando nos fazem mal

g) Fazemos aos outros como gostaríamos que fizessem a nós

h) Tratamos os outros como nosso Pai celestial nos tratou!

CONCLUSÃO: [fim deste sermão sobre o amor como fruto do Espírito]

1. Não deve ser surpresa descobrir que aquele que produz o fruto do Espírito demonstra a virtude do
amor em sua vida

1) O Pai demonstrou amor oferecendo seu Filho como sacrifício pelo pecado

2) O Filho personificou o amor na maneira como viveu e morreu por nós

3) O Espírito de Deus revelou o que é o amor através da Palavra

4) Não manifestará aquele que nasceu de Deus e anda pelo Espírito amor tanto em sua atitude como em suas ações?

2. Mesmo que já nos destaquemos no assunto do amor…

1) Sempre há espaço para crescimento — 1 Tessalonicenses 4:9-10

2) Sempre há a necessidade de orações como esta — 1 Tessalonicenses 3:12

3. Temos falado do maravilhoso amor de Deus por nós; você já respondeu a esse amor? — Romanos 2:4-5