Folhas de Figueira ou Túnicas de Pele?

Texto: Gênesis
3:7, 21 

Introdução

Ao ler os primeiros capítulos do livro de Gênesis, você
encontrará um relato preciso do começo do mundo, encontrará uma breve história
de como tudo começou.

Deus fez o mar, Ele fez as estrelas, Ele fez a lua, Ele fez
o sol e o colocou na posição certa.

Ele fez a terra com todas as suas montanhas, vales, mares,
árvores e flores.

Ele fez os animais que habitavam a terra. E acho que Ele
deve ter se divertido um pouco com essa parte da criação, porque olha como ele
fez o avestruz, ou o camelo, e depois fez o macaco para nos mostrar como
poderíamos ser!

Então Ele fez algo que nunca havia feito antes. Algo tão
diferente que o universo inteiro tocava o segundo violino. Ele fez o homem! Ele
o fez à sua própria semelhança e à sua própria imagem.

As palavras “semelhança e imagem” de forma alguma indicam
que o homem foi feito como um pequeno deus, ou que ele possuía uma natureza de
divindade ou deidade.

Mas implicava que o homem foi feito sem pecado, um
verdadeiro representante de Deus e uma semelhança da própria natureza de Deus.

O homem foi criado segundo Deus em justiça e verdadeira
santidade, significando por essas duas palavras, toda perfeição, como
sabedoria, verdade, inocência, poder, etc.

As palavras “imagem e semelhança” têm basicamente o mesmo
significado.

E então Deus criou a mulher, e ambas viveram em um lindo
jardim chamado Jardim do Éden.

Era uma utopia perfeita, um paraíso, ou era o paraíso na
terra.

O homem recebeu domínio sobre todos os répteis. Sua vida
estava cheia de alegria, paz e contentamento, e nada ao seu redor era maculado
ou imperfeito.

Mas a grande obra-prima de Deus recebeu o dom da escolha.

Enquanto obedecessem ao seu criador, receberiam o paraíso
eterno na terra.

Mas Deus colocou uma árvore no meio do jardim. Se eles
escolhessem comer daquela árvore, eles perderiam seu lugar com Deus. Eles
morreriam, não apenas fisicamente, mas também espiritualmente.

O pecado foi apresentado ao homem pela primeira vez!

O pecado os separou de Deus.

O pecado quebrou seu relacionamento com Deus.

O pecado trouxe condenação e culpa.

Até aquele dia, eles não sabiam o que era pecado.

Eles não tinham ideia do que era condenação e culpa.

Mas neste dia, eles sentiram as terríveis consequências do
pecado e da morte.

Sua alegria foi substituída por tristeza e culpa.

Sua paz foi substituída por medo e condenação.

Seu contentamento foi substituído por ansiedade. 

Confusão e vergonha foram engendradas, porque a inocência
foi perdida e a culpa contraída.

I. O Início do Pecado
Traz o Início da Tristeza.

A. Satanás procura
associar pecado com prazer.

1. Com Eva.

a. Boa para se comer.

b. Agradável.

c. Desejável.

2. A primeira reação ao pecado costuma ser positiva.

a. Você procura atrair outros para acompanhá-lo.

b. Eva deu a Adão e ele comeu.

3. As coisas não mudaram desde o início.

a. O pecado ainda parece divertido no começo.

b. Parece ser desejável.

c. O resultado final ainda é tristeza.

B. Deus associa
pecado com tristeza.

1. Como Deus explicou a consequência do pecado três vezes,
Ele mencionou a tristeza.

2. Embora o pecado possa dar prazer por um tempo, sua reação
líquida é tristeza para sempre.

3. A tristeza no mundo hoje dá testemunho contra o pecado.

a. Não experimentamos uma única tristeza que, se rastreada,
encontremos suas raízes no pecado.

1. Tristeza da morte.

4. Uma das marcas do céu, sem tristeza.

a. Com a ausência de pecado, a ausência de tristeza.

II. Os Aventais de
Folha de Figueira Foram o Início Das Tentativas do Homem Para Cobrir Sua Culpa.

A. Olhando para o
homem hoje, seria divertido se não fosse tão trágico.

1. Raspe as cabeças, vista vestes brancas, dance nos cantos
ao som dos símbolos dos dedos.

2. Sente-se em posições grotescas ou plante bananeira e
cante.

B. Alguns vendedores
ambulantes astutos, percebendo o desejo inato do homem de expiar sua culpa,
transformam essas pessoas em mercadores.

1. Envie-os a aeroportos entregando flores a pessoas incautas
para receber uma doação.

2. Mande-os para estacionamentos vender amendoim.

3. Envie-os de porta em porta para vender revistas.

4. Cobre 5.000 Reais por uma série de aulas.

C. Como Deus vê todos
esses auto esforços para ser melhor?

1. Sua justiça é como trapos imundos.

2. Hoje ou confiamos em nossas obras ou na obra de Deus.

D. Folhas de figueira
costuradas, que maneira esfarrapada de cobrir seu corpo nu.

1. Certamente elas não podem durar muito antes de secar e
cair.

2. Em breve você precisará de outra coisa.

III. Deus Deu a Eles Túnicas
de Pele ou Casacos de Pele.

A. Que contraste
quando Deus cobre a nudez do homem, e o homem se esforça para cobrir a sua
própria.

1. Deus deu a ele.

a. Foi um presente de Deus.

b. O primeiro encobrimento do homem foi seu próprio
trabalho. Não serviria.

2. Hoje ou confiamos em nossas obras ou na obra de Deus.

B. Túnicas de peles.

1. Isso significava que Deus tinha que matar os animais.

a. Talvez eles tenham visto Deus matar os cordeiros e tirar
suas peles.

b. Aqui nasceu o conceito da necessidade de um sacrifício
para cobrir o pecado.

C. Tudo isso ansiava pelo sacrifício perfeito de Deus, que
de uma vez por todas proveria a cobertura perfeita para todos os nossos
pecados.

Conclusão

Eu não poderia pagar pelos meus pecados! Eu não tinha como
esconder meus pecados diante de um Deus justo e santo.

Meus pecados estão expostos diante de Deus.

Nenhuma quantidade de folhas de figueira poderia esconder
meus pecados.

Nenhuma quantidade de religião poderia esconder meus
pecados.

Nenhuma quantidade de obras poderia justificar meus pecados
diante de Deus.

Mas um cordeiro inocente foi sacrificado! Ele é chamado de
Cordeiro de Deus.

João profetizou: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado
do mundo”.

Neste cordeiro encontro perdão

Neste cordeiro encontro justificação

Neste cordeiro encontro a redenção

Neste cordeiro encontro esperança

Neste cordeiro encontro reconciliação

Eis o cordeiro de deus que tira os pecados do mundo

Você pode estar se escondendo atrás das folhas de figueira
hoje.

Você pode estar se escondendo atrás da religião do pai e da
mãe.

Você pode estar se escondendo atrás do seu cartão de membro.

Você pode estar se escondendo atrás de alguma religião.

Você pode estar se escondendo atrás de sua justiça própria.

Mas há apenas um caminho para Deus, e é através do sangue
derramado de Seu Filho Jesus, que morreu na cruz.

Não há outro nome dado entre os homens pelo qual devamos ser
salvos, senão Jesus!!!!!

Nenhuma quantidade de folhas de figueira esconderá sua culpa
e pecados diante de um Deus justo e santo.

O que pode lavar meus pecados, nada além do sangue de Jesus?

Fonte: Esboçosermão