Dando como Adoração | Adoração Parte 6

TÍTULO: Dar como Adoração | Adoração – Parte 6

PROPOSIÇÃO: Apresentar quatro princípios para dar que nos ajudarão a entender melhor nosso dar como adoração a Deus e nos ajudarão a compreender como dar. Esses princípios são: 1) O Princípio da Graça – Deus dá à Sua criação; 2) O Princípio da Gratidão – Devemos dar de coração agradecido; 3) O Princípio da Generosidade – Devemos primeiro dar de nós mesmos; 4) O Princípio da Egressão – Se não dermos, perderemos o que já temos.

OBJETIVO: Cada ouvinte deve ser capaz de afirmar esses princípios básicos de dar e como eles se relacionam com sua vida e adoração.

OBJETIVO: Espero encorajar os irmãos a examinarem seu próprio dar e ver se podem aprimorar sua adoração a Deus, dando mais de suas vidas a Ele.

INTRODUÇÃO:
1. Leitura: 1 Coríntios 16:1, 2 “Quanto à coleta para os santos, fazei vós também como ordenei às igrejas da Galácia. No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade, para que não se façam coletas quando eu chegar.”
2. Sobre o texto:
– Uma coleta estava sendo feita para os pobres em Jerusalém.
– Paulo estava visitando várias igrejas para arrecadar esses fundos.
– Esse exemplo é o padrão para as contribuições na igreja hoje.
– A igreja tem todo tipo de trabalho que precisa realizar.
– Esse trabalho requer finanças de algum tipo.
– Essas finanças vêm do dar de indivíduos que são membros da igreja.
3. Série sobre adoração:
– Na semana passada, começamos a discutir os cinco aspectos da adoração.
– Ao estudar o assunto de dar para a obra de Deus, estamos estudando sobre adoração.
– Dar a Deus O louva e O glorifica.
– A ação de dar é simples – não há muita regulamentação.
– Deve ser feito no primeiro dia da semana, como ensinado pelos cristãos.
– A atitude ao dar é muito mais complicada.
– Qual é a nossa atitude ao dar a Deus – como podemos ajudar nossa atitude e, assim, ajudar nosso dar?
4. Referência a S, T, P, O e A.

DISCUSSÃO:

I. O Princípio da Graça – Deus dá à Sua criação.
1. Ele dá mesmo que não queiramos que Ele dê.
– Deus dá aos injustos; Mateus 5:45 “Para que vos torneis filhos do vosso Pai celestial; porque Ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuva sobre justos e injustos.”
– Ele dá aos ignorantes; Atos 14:17 “E contudo não se deixou ficar sem testemunho, beneficiando-vos lá do céu com chuvas e estações frutíferas, enchendo os vossos corações de mantimentos e alegria.”
– Ele deu o presente de Seu Filho aos Seus inimigos; “Porque, se nós, quando éramos inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.” Romanos 5:10.
2. Ele sempre nos dá mais do que podemos dar a Ele.
– 2 Coríntios 9:8 “Deus pode fazer-vos abundar em toda graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundeis em toda boa obra.”
– Provérbios 3:9-10 “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares.”
– Paulo escreveu a Timóteo em 1 Timóteo 6:17: “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que nos proporciona abundantemente todas as coisas para delas gozarmos.”
3. Ele dá porque nos ama.
– Como nosso Pai celestial, Ele deseja dar coisas boas a Seus filhos. Mateus 7:9-11 “Ou qual dentre vós é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?”
– João 3:16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira…”
– 1 João 4:10 “Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.”
4. Se não houvesse mais motivo para dar além disso, esse motivo deveria brotar em nossos corações e almas para dar o mais abundante que pudéssemos empreender, mas há mais. Paulo escreveu aos coríntios em 2 Coríntios 8:9 “Pois vocês conhecem a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vocês se fez pobre, para que por meio de Sua pobreza vocês se tornassem ricos.”

II. O Princípio da Gratidão – Devemos dar de coração agradecido.
1. A gratidão a Deus faz parte da vida cristã.
– 1 Tessalonicenses 5:18 “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”
– Efésios 5:20 “Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.”
2. Ao dar, devemos ter gratidão em nossos corações.
– 2 Coríntios 9:11-12 “Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se deem graças a Deus. Porque a administração deste serviço não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus.”
– A gratidão é a base para dar de forma alegre. 2 Coríntios 9:7 “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria.” Dar alegremente começa com a gratidão.
3. Uma das formas de mostrar nossa gratidão é por meio de nossa contribuição a Deus.
– Quando Davi terminou de reunir todos os materiais para o templo, ele disse estas palavras: “Agora, pois, ó nosso Deus, graças te damos, e louvamos o teu glorioso nome. Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, que tivéssemos poder para tão voluntariamente dar semelhantes coisas? Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos to damos.” 1 Crônicas 29:13-14.
– Paulo escreveu que o dar era a “prova” do amor dos coríntios. Não é também a prova de nossa gratidão? A quem amamos a quem não somos primeiramente agradecidos? 2 Coríntios 8:24 “Portanto, mostrai para com eles, perante as igrejas, a prova do vosso amor, e da nossa glória a vosso respeito.”
– Damos de uma maneira que diz “obrigado” a Deus?

III. O Princípio da Generosidade – Devemos dar primeiramente de nós mesmos.
1. Devemos dedicar nossas vidas a Cristo.
– Jesus exige que demos de nós mesmos de todo o coração a Ele. Mateus 16:24-26 “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; porque aquele que quiser salvar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á. Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?”
– Isso é o que os irmãos da Macedônia fizeram antes de darem. 2 Corí