Criado à Imagem de Deus

Texto: Gênesis
1:26-28

Introdução:

A. Quaisquer que sejam as dificuldades que este nosso texto
apresenta aos expositores e teólogos, o principal fato que ele incorpora e
expõe é tão claramente expresso que exclui a possibilidade de uma diferença de
opinião a respeito dele. E este fato não é outro senão que nossos primeiros
pais foram criados por Deus, e isso à Sua imagem e semelhança. Essa clara
declaração da Sagrada Escritura, de que o homem foi criado, é, no entanto,
considerada por muitos cientistas de nossos dias como totalmente errônea e
insustentável.

B. Deve ter sido um momento muito solene na história da
criação quando, ao final dela, Deus se comprometeu a criar o homem, que deveria
completar e coroar Sua maravilhosa obra de seis dias. O que este mundo teria
sido sem o homem podemos imaginar facilmente quando lemos as descrições de
exploradores e viajantes daquelas partes do nosso globo nunca habitadas ou
cultivadas pelo homem. Sabemos que sem o cuidado e atenção do homem muitas
coisas na natureza teriam gradualmente desaparecido, outras não teriam se
desenvolvido a tal estado de perfeição que alcançaram. Além disso, a natureza
sem o homem, que combina em si o material e o espiritual, o natural e o
sobrenatural, e assim forma um elo razoável e necessário entre a natureza e seu
Criador, careceria de um alto e nobre objetivo digno do grande Criador.

C. Deus criou o homem à Sua
imagem, conforme a Sua semelhança.

I. “Criou, pois,
Deus o homem à sua imagem”

A. Observe antes de
tudo que o homem foi criado. Ele não evoluiu.

1. O evolucionista quer que você acredite que o homem
evoluiu ao longo de um período de bilhões de anos pela feliz ocorrência de
circunstâncias acidentais.

a. Eles ensinam que a matéria agindo sobre a matéria com
tempo suficiente pode trazer qualquer coisa à existência, até mesmo as máquinas
mais complicadas.

b. Se for esse o caso, por que não vemos carros evoluindo no
deserto? A matéria tem atuado sobre a matéria lá fora desde que a Terra existe.

c. Comparado ao corpo humano, um carro é uma máquina muito
simples.

d. Você consegue imaginar um carro que se conserte sozinho?
Se você sofrer um acidente e amassar o para-choque, deixe-o descansar por
algumas semanas e ele deve estar em boas condições novamente.

e. Você consegue imaginar um carro que pudesse pegar todo
tipo de combustível e convertê-lo em energia? Carne, batata, cenoura, leite,
você poderia colocar qualquer tipo de combustível no tanque e operar o carro
com sucesso.

f. Que tal um carro que pudesse se reproduzir?

g. O artista científico certamente poderia fazer desenhos
que nos mostrassem a evolução do carro. Como os arqueólogos encontraram um travão
de uma roda de carroça, certamente a partir desse travão, eles podiam imaginar
como a carroça deveria ser. Talvez parecesse bastante hirsuto, tivesse uma testa
recuada e uma mandíbula grande, e talvez estivesse rolando ereto com braços
longos. Se curso em seu estado primitivo, tinha apenas uma roda.

h. Mas com o tempo ele percebeu que duas rodas ajudariam a
equilibrar as coisas, então, depois de mais cem milhões de anos, gradualmente
evoluiu mais uma roda e, com tempo suficiente, gradualmente acabou com quatro
rodas. É claro que as carretas de 18 rodas são alguns dos últimos a emergir da
mudança evolutiva, mas o fato de terem surgido nos últimos 75 anos apenas prova
a teoria do equilíbrio pontuado.

i. Claro que levou várias centenas de milhões de anos para o
motor evoluir, pois isso é mais complexo. Felizmente, ele estava desenvolvendo
um sistema de frenagem melhor o tempo todo para acompanhar as velocidades mais
rápidas que era capaz de gerar.

j. Eu quero que você saiba que esta é a ciência em sua forma
mais elevada que deve ser ensinada a todas as crianças, em nossas escolas
públicas.

k. O fato do homem ser uma máquina está bem comprovado por Michael
J. Behe em seu livro “A Caixa Preta de Darwin” que está abalando a
comunidade científica porque não é um tolo e sim um colega cientista que está
dizendo que o Imperador está nu.

2. Se somos de fato o produto do acaso aleatório cego,
bilhões de circunstâncias acidentais afortunadas, então não há propósito real
para sua existência, não é? Você veio a esta vida por acidente e é provável que
saia desta vida por acidente.

a. Você também pode viver como um porco, porque vai morrer
como um cachorro.

b. Não há nenhum incentivo real para tentar viver uma vida
boa.

c. Talvez os filósofos que disseram que o poder estava certo
estivessem certos o tempo todo, então vamos tentar obter mais poder de fogo do
que a próxima pessoa para que possamos subjugá-los à nossa vontade.

d. Ou comamos, bebamos e nos alegremos, pois amanhã
morreremos.

B. Se, por outro
lado, fomos criados à imagem e semelhança de Deus, então deve haver um
propósito divino para nossa existência.

1. A Bíblia ensina que você não é o produto do acaso, mas
que você foi projetado por Deus, que de fato tem um propósito divino para sua
vida.

2. O apóstolo Paulo escreveu à igreja em Colossos:

Colossenses 1:12

12 dando graças ao Pai que vos fez idôneos para
participar da herança dos santos na luz,

13 e que nos tirou do poder das trevas, e nos
transportou para o reino do seu Filho amado;

14 em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos
pecados;

15 o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito
de toda a criação;

16 porque nele foram criadas todas as coisas nos céus
e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam
principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.

17 Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem
todas as coisas;.

3. Paulo declarou que fomos criados para Ele.

4. Em Apocalipse 4:11 é declarado que fomos criados para a
Sua boa vontade.

II. O Que Significa a
Imagem e Semelhança de Deus?

A. Em primeiro lugar,
a Bíblia nos diz que Deus é Espírito, e aqueles que O adoram devem adorá-Lo em
Espírito e em verdade.

1. Deus é uma trindade superior, Pai, Filho e Espírito
Santo.

2. O homem foi criado como uma trindade inferior, espírito,
alma e corpo.

3. É no reino do Espírito que o homem encontra e pode
comungar com Deus.

a. O Apóstolo Paulo disse que Seu Espírito testifica com
nosso espírito que somos filhos de Deus.

b. É interessante que quando Jesus, que é o Filho de Deus,
se tornou homem, conforme descrito para nós em Filipenses 2, Paulo escreveu:

5 Tende em vós aquele sentimento que houve também em
Cristo Jesus,

6 o qual, subsistindo em forma de Deus, não
considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar,

7 mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de
servo, tornando-se semelhante aos homens;

8 e, achado na forma de homem, humilhou-se a si
mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz.

c. Observe que Ele estava na forma de Deus, qualquer que
seja essa forma, e foi feito à semelhança do homem.

d. João nos diz que nenhum homem jamais viu a Deus, mas o
Filho unigênito O manifestou.

e. Jesus disse mais tarde: “Se você me viu, você viu o
Pai”.

B. Fomos criados à
imagem de Deus no sentido espiritual.

1. O principal atributo emocional de Deus é o amor, então
Deus nos criou com a capacidade de amar.

2. Deus tem a capacidade de raciocinar, então Ele nos criou
com a capacidade de raciocinar.

3. A principal característica governante de Deus é a
autodeterminação, então ele nos criou com a capacidade de autodeterminação.

4. Deus pensa, sente, quer, fala, então Ele nos criou com a
capacidade de pensar, sentir, querer e falar.

C. O que podemos
aprender a discernir observando as habilidades e capacidades que Deus nos deu?

1. Temos a capacidade de compreender a existência de Deus,
portanto Deus evidentemente quis que soubéssemos que Ele existia.

2. Podemos entender o conceito de infinito. Assim, Deus deve
ter desejado que entendêssemos que Ele é infinito.

3. Ele nos criou com a capacidade de ter comunhão com Deus,
então deve ter desejado que tivéssemos comunhão com Ele.

a. Na verdade, João escreveu, 1 João 1:1-3

1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que
vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a
respeito do Verbo da vida

2 (pois a vida foi manifestada, e nós a temos visto,
e dela testificamos, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e a
nós foi manifestada);

3 sim, o que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos,
para que vós também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e
com seu Filho Jesus Cristo..

C. Qual foi o
propósito de Deus ao nos criar? Como mencionamos anteriormente para o Seu
beneplácito, mas qual é o Seu beneplácito?

1. Primeiro que creiamos Nele. “Porque sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário
que primeiro aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e creia que
recompensará os que o buscam diligentemente”

2. Deus desejava comunhão significativa com Sua criação.

a. É por isso que Ele nos criou como seres autodeterminados,
ou nos deu a capacidade de escolha.

b. O homem não foi feito um robô. Embora o corpo funcione
como uma máquina altamente complexa, Deus nos deu uma alma e um espírito que
nos levam além de apenas uma máquina.

c. Conheço algumas pessoas que têm uma relação de amor com o
carro, até falam com ele, mas realmente não pode ser uma relação significativa,
mesmo que alguns carros falem. Mas quando seu carro fala com você de forma
mecânica, ele realmente não tem sentimentos por você.

3. Deus construiu em nós a necessidade de adorar, para que
possamos adorá-lo, a adoração de qualquer coisa menos do que Deus é uma
prostituição dessa capacidade.

a. A resposta de Jesus à sugestão de Satanás de que Ele
devolveria o mundo a Jesus se Jesus apenas se curvasse e o adorasse, foi. “Está escrito, ao Senhor teu Deus
adorarás e só a Ele servirás”

4. No livro de Romanos, Paulo nos diz que Deus nos criou
sujeitos ao vazio, e isso de propósito.

a. O homem tem um vácuo embutido.

b. A natureza não suporta um vácuo e sempre procura
preenchê-lo.

c. Assim, o homem está sempre procurando preencher o vácuo
interior.

d. Somente Aquele que projetou esse vácuo pode preenchê-lo.

e. O homem tenta preenchê-lo com tantas coisas. Sexo, álcool
ou drogas, coisas. Salomão tentou de tudo, disse que não escondeu de si mesmo
uma coisa que seu coração desejava, mas acabou com o grito de vazio. “Vaidade, vaidade, tudo é vaidade e
irritação de espírito”

5. Talvez você tenha tentado preencher o vazio em sua vida e
espera que esta nova aventura ou posse resolva o problema. Jesus disse à mulher
que estava tentando preencher o vazio em sua vida com diferentes homens: “Beba desta água, mas você terá sede
novamente, mas se beber da água que eu posso dar, nunca mais terá sede”

6. É por isso que aqueles que são verdadeiros cristãos são
pessoas tão satisfeitas, que não se esforçam, não brigam. Contente, cheio de
alegria, descansado e em paz.

Conclusão:

A. Deixe o assunto que estamos considerando nos lembrar de
quão terríveis são os efeitos do pecado; e quão baixos caímos em consequência
do pecado. O que prejudicou a honra e a dignidade de nosso primeiro estado?
Pecado. O que desfigurou e obscureceu os contornos da imagem divina em nossas
almas? Pecado. O que nos separou daquela comunhão feliz com o Pai dos espíritos
– a fonte da perfeição e fonte de luz – na qual nossa maior felicidade
originalmente começou? Pecado. O pecado é a separação da alma de Deus, como a
morte é a separação do corpo da alma.

B. E isso me leva a observar, a necessidade absoluta de uma
mudança completa de natureza, se quisermos ir para o céu quando morrermos. A
imagem de Deus, que o pecado apagou, deve ser restaurada antes que possamos ser
admitidos em Sua presença no alto.

Fonte: Esboçosermão