A moeda do Senhor – Site do Pastor

A MOEDA DO SENHOR

Com demasiada frequência, temos a tendência de dar ao Senhor apenas o que nos sobra, depois de termos atendido todas as nossas próprias faltas e necessidades.

É como a história do rapazinho a quem foram dadas duas moedas, uma para ele e outra para dar de oferta na igreja. No caminho, uma das moedas rolou para um esgoto e não havia como recuperá-la. O menino exclamou: “Oh, oh! Lá se foi a moeda do Senhor!” Quantos de nós nos assemelhamos a esse rapazinho!

Outra situação comum é a da senhora ricamente vestida que participa de uma reunião em favor dos desamparados de Nova York. Ao ouvir as histórias de sofrimento, ela enxuga os olhos com um dispendioso lenço artisticamente bordado. No entanto, quando a caixa de ofertas é passada, ela faz uma contribuição miserável para ajudar a sociedade a promover o bem-estar.

Podemos também nos comparar a um velho e querido membro da igreja que, certa vez, discutia sobre o cristianismo com um descrente. Este descrente disse: “É melhor que o senhor não diga mais nada, porque não acredito em uma única palavra do que está dizendo. Além disso, tenho certeza de que o senhor mesmo não acredita verdadeiramente, pois, pelo que sei, não tem contribuído para a disseminação do cristianismo – como por exemplo, construções de igrejas, missões locais e estrangeiras – o mesmo valor que pagou pelo seu cachorro de raça. Se eu acreditasse na metade do que o senhor diz acreditar, faria da igreja o meu critério para dar e não faria exceções com as minhas propriedades”.

Diante dessas situações, surge a pergunta: qual é o seu critério para dar? É uma excelente questão para se refletir hoje.

Muitas vezes, somos levados a priorizar as nossas próprias necessidades e desejos, reservando apenas uma pequena parte do nosso tempo, recursos e atenção para Deus e para os outros. Nós nos esquecemos de que tudo o que temos vem do Senhor e que Ele merece a nossa generosidade e dedicação.

É essencial repensar a nossa mentalidade e adotar um critério de dar baseado na gratidão, amor e compaixão. Devemos compreender que o ato de dar não é apenas uma obrigação, mas uma oportunidade de participar ativamente do propósito de Deus para a nossa vida e fazer a diferença na vida daqueles que estão ao nosso redor.

Em vez de nos preocuparmos apenas com as nossas próprias necessidades e com aquilo que nos resta, devemos considerar as necessidades dos outros e ser intencionais em nossas ações de generosidade. Isso significa doar nosso tempo, recursos e talentos em prol do bem-estar dos outros e para a expansão do Reino de Deus.

Ao adotarmos esse critério de dar, não apenas somos abençoados por sermos instrumentos nas mãos de Deus, mas também experimentamos uma satisfação profunda em saber que estamos contribuindo para um propósito maior do que nós mesmos.

Então, reflita sobre o seu critério para dar. Será que ele está alinhado com os princípios divinos de amor, generosidade e compaixão? Que possamos responder a essa pergunta com sinceridade e buscar formas de dar e servir de maneira significativa, transformando vidas e honrando a Deus com tudo o que temos e somos.

“Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.” – 2 Coríntios 9:7

 

Título: A moeda do Senhor
Fonte: Coletânea de Ilustrações do Pr. Natanael de Barros Almeida
Data da publicação: 07/07/2023

Deixe seu comentário logo abaixo.

Veja também nossos demais esboços: Esboços

Fonte: Site do Pastor